em Lisboa

Antena Aberta

Antena Aberta

Destaques nas últimas edições da Antena Aberta, programa interactivo diário da Antena 1, normalmente editado a partir do Porto pelo jornalista António Jorge.

  • Antena 1, 2ª a 6ª feira, 11:08
  • Duração média: 50 minutos
  • Disponível em podcast
  • Disponível no RTP Play

Antena Aberta
  1. A carrinha, que servia de unidade móvel da PSP no Porto, avariou na primeira noite de serviço. As unidades móveis são uma boa ideia, para aumentar a segurança nas zonas turísticas de Lisboa e Porto?
  2. Assinala-se o dia em que a humanidade esgotou todos os recursos naturais que o planeta consegue produzir num ano. Que diagnóstico é que faz ao estado da terra? O que é que podemos fazer para ajudar a salvar o planeta?
  3. São mais de 1000 milhões de euros, à conta do IVA e da inflação. O governo deve aproveitar este excedente para controlar o défice? Tem margem para baixar impostos? Ou para aumentar as ajudas a quem mais precisa?
  4. Concorda? Esta quinta-feira, a Comissão de Acompanhamento das Urgências de Ginecologia e Obstetrícia vai-se reunir, para definir que hospitais poderão manter as urgências desta especialidade e quais poderão encerrar.
  5. Os presidentes de Câmara, de Lisboa e Porto, estão preocupados. O ministro da Administração Interna reúne-se, hoje, com os responsáveis da segurança, das duas áreas metropolitanas. O que pensa sobre este assunto?
  6. BCE anunciou a subida das taxas de juro em 0,5 pontos percentuais
  7. A medida abrange todas as crianças até um ano de idade, mas exclui as que já frequentam a creche. Concorda que as creches sejam gratuitas? Esta progressividade é justa? Como é que ficam as creches privadas?
  8. Debate do Estado da Nação: como avalia o desempenho do governo?
  9. Do seu ponto de vista que nota dá à gestão do governo? Em tempo de combate à progressão das chamas, que avaliação faz da intervenção do executivo?
  10. De que forma os incêndios contribuem para atrasar a transição energética, de que forma a destruição dos recursos, o agravamento da seca, aumenta os custos de vida, agora e no futuro?
  11. Apesar da descida das temperaturas, a situação de contingência mantém-se até domingo - dia em que será feita uma nova avaliação. Parece-lhe uma boa medida? Como analisa a forma como o governo tem lidado com os incêndios?
  12. Foram batidos recordes de temperatura com incêndios de norte a sul. A sua avaliação ao drama dos incêndios.
  13. A situação de contingência prossegue com máxima cautela e redobrado apelo ao sentido cívico na prevenção do risco. Um festival de verão e uma concentração de motards tiveram de alterar os planos.
  14. Um consórcio de jornalistas revelou práticas que confirmam que a empresa que se tornou símbolo da chamada economia de biscate sabia que estava a esquivar-se à lei. O que revela este caso?
  15. Portugal em contingência por causa do risco de incêndios… Presidente da República e primeiro-ministro cancelaram viagens ao estrangeiro e reforçam o apelo à responsabilidade individual para evitar casos de negligência.
  16. São vários, os problemas que o governo tem enfrentado, nestes 100 dias: as consequências da pandemia; a guerra na Ucrânia; a subida da inflação; as crise nos combustíveis, nas urgências hospitalares e nos aeroportos.
  17. Em apenas três meses, a inflação já atirou 70 milhões de pessoas para a pobreza, em todo o mundo. Comparando com a pandemia, são mais pobres, em menos tempo - refere o último relatório das Nações Unidas.
  18. Concorda com esta moção de censura? Como é que analisa as posições já anunciadas pelos partidos? O Chega justifica a moção com o alegado caos na saúde, o preço dos combustíveis e com a confusão com o novo aeroporto.
  19. Até que ponto tem de haver uma intervenção do executivo para resolver ou atenuar os constrangimentos no aeroporto de Lisboa?
  20. Luís Montenegro é o novo presidente do PSD. Piscou o olho aos funcionários da administração publica, jovens e reformados. A sua análise ao congresso do partido.
  21. Erro assumido erro corrigido, António Costa falou em erro de comunicação. Pedro Nuno Santos não sai do Governo. Lamentou e prometeu continuar a trabalhar.
  22. António Costa desautoriza Pedro Nuno Santos sobre o futuro do aeroporto de Lisboa.
  23. Há falta de professores e o problema vai ser muito maior a breve prazo em Portugal. O que está a ser feito para formar mais professores? Que medidas estão já no terreno?
  24. O governo parece estar à procura de soluções para melhor gestão e articulação dos meios do SNS.
  25. A água é um bem cada vez mais precioso. Portugal enfrenta escassez de água a situação é preocupante em vários setores, na agricultura é gritante! Estamos a fazer o necessário para acumular, poupar, racionalizar água?
  26. Ucrânia e Moldávia são oficialmente candidatos a adesão à União Europeia. Um dia bom para a Europa, disse a presidente da Comissão Europeia. Concorda?
  27. Com Portugal a ocupar o terceiro lugar dos países da UE onde a inflação mais avançou, deve/pode o Governo lançar mais medidas para atenuar o impacto do aumento de preços?
  28. E agora? Ou melhor, porquê só agora todos parecem ter acordado para as dificuldades do Serviço Nacional de Saúde?
  29. Ontem Macron perdeu a maioria e nunca o partido de Marine Le Pen conseguiu tantos deputados. Que reflexos na União Europeia pode ter este resultado?
  30. Para explicar os encerramentos das urgências, nos hospitais. Que leitura é que faz desta crise? Está esclarecido com as explicações da ministra? Como é que se pode melhorar o funcionamento das urgências hospitalares?