Jornal de Negócios

Destaques no JORNAL DE NEGÓCIOS de hoje

O Jornal de Negócios é um importante diário de informação económica sediado em Lisboa e propriedade do Grupo Cofina.

Jornal de Negócios

Clique no título dos destaques para aceder às notícias na publicação original.
  1. Portugal poderá avançar em breve com o pedido de um segundo "cheque" da "bazuca" europeia, em função do cumprimento de marcos e metas acordados com Bruxelas. Nova tranche de 1,3 mil milhões de euros poderá chegar nas próximas semanas.
  2. No concurso para a escolha da entidade que vai realizar a avaliação ambiental estratégica para o aumento da capacidade aeroportuária de Lisboa, a proposta com o valor mais baixo foi entregue pelo consórcio que integra a IDAD e a TIS, enquanto a mais elevada é do agrupamento da PricewaterhouseCoopers e Quadrante.
  3. Empresa liderada por três portugueses pretende financiar projetos "early stage" e conta com o apoio de investidores da indústria como Gavin Wood, Marc Andreessen ou Diogo Mónica.
  4. A administração norte-americana estará interessada em analisar o negócio de cloud da gigante chinesa Alibaba, com o objetivo de avaliar se poderá representar um risco para a segurança nacional dos EUA.
  5. Os incidentes de pirataria marítima diminuíram no ano passado para 132, não tendo ocorrido nenhum com navios de bandeira lusa. Até agora, a DGRM aprovou 199 planos antipirataria para navios registados em Portugal.
  6. Em novembro de 2021, aterraram nos aeroportos nacionais 13,4 mil aviões comerciais que transportaram cerca de três milhões de passageiros e 19 mil toneladas de carga e correio. Em média, por dia, registou-de o desembarque de 50 mil passageiros, revela esta terça-feira o INE.
  7. A consultora portuguesa expandiu território no mercado europeu através da abertura de três novos escritórios em Espanha, França e Polónia.
  8. As empresas portuguesas mantiveram o nível de rendibilidade e de autonomia financeira no terceiro trimestre de 2021.
  9. Da agilização dos despedimentos individuais à sua proibição para empresas com lucros, da indexação dos salários à inflação (mesmo no privado) ao fim do salário mínimo a nível nacional. Na área do trabalho, as propostas são diversas. Numa lista não exaustiva, o Negócios compara as principais.
  10. As ações da retalhista portuguesa mantêm o ritmo de subida, afastando-se das avaliações dos analistas para a empresa. Desde o início do ano passado, a empresa dispara 55%.
  11. Em 2021, a mortalidade aumentou em Portugal, mas a culpa não foi só da pandemia, mostra o relatório "Portugal, Balanço Social 2021", apresentado esta terça-feira.
  12. Os preços na produção industrial subiram 19,9% em termos homólogos em dezembro, com este "disparo" a refletir os aumentos dos preços das matérias-primas e também da energia. No total do ano, estes preços da produção industrial subiram 8,8%.
  13. O grupo maiato e a Sonae Capital fazem parte do projeto Probono, no âmbito do qual vão ser criados laboratórios vivos em meia dúzia de cidades europeias, com o português a ficar com a missão de testar novas soluções em áreas como a biodiversidade, energia e sustentabilidade.
  14. A maltesa Roberta Metsola foi a favorita dos eurodeputados para assumir a liderança do Parlamento Europeu, após a morte do italiano David Sassoli na semana passada. Política conservadora foi eleita com maioria absoluta. É a terceira mulher e a mais jovem presidente do Parlamento Europeu.
  15. A empresa de energias renováveis no grupo EDP anunciou que assegurou o financiamento para seis parques eólicos na Polónia. O acordo de "project finance" envolve o financiamento do desenvolvimento, construção e operação dos parques.
  16. A avaliar pelos programas eleitorais, o PS alinha com o PAN no salário mínimo mas ainda não tem um aliado claro nas leis do trabalho. Contudo, IL, CDS, Chega e PSD também apresentam propostas muito diferentes.
  17. Putin disse, em 2017, que quem liderar a IA ? um objetivo explícito da China para 2030 ? "dominará o mundo". Mais recentemente, Sundar Pichai, CEO da Google, afirmou que a IA podia provocar transformações mais profundas do que o fogo ou a eletricidade.
  18. Janeiro promete ser o mês com mais testes de despistagem à covid-19 realizados, destronando dezembro. Na sexta-feira passada, dia 14, o país ultrapassou a marca dos 30 milhões de testes, efetuados desde o início da pandemia.
  19. Acompanhe aqui o dia nos mercados.