O Bairro da Madragoa tem sido fonte de inspiração para numerosos artistas e poetas.

Foi aliás aqui que terá nascido Filinto Elísio, filho de pescadores. Bairro popular por natureza, a Madragoa faz parte da geografia afectiva do fado, como não podia deixar de ser. De vários fados e canções dedicados ou inspirados na Madragoa, merecem destaque o Fado da Madragoa, de João Bastos e Frederico Valério, e o Fado Madragoa, de José Galhardo e Raúl Ferrão. Duas leituras deste lugar único que se fizeram ouvir em muitas vozes.

Varina da Madragoa é outro tema inspirado no nosso bairro, aqui cantado por António Mourão.

Quanto a fitas, ficamos, para já com o filme de Perdigão Queiroga, inspirado e filmado na Madragoa no início da década de 50 do século XX.